FCCR reabre CC Júlio Neme no sábado, em São Francisco Xavier
Atualizado em 13/12/2018 - 11:15
Fundação Cultural Cassiano Ricardo
Novo prédio da Casa de Cultura Júlio Neme, no distrito de São Francisco Xavier, que foi reconstruído e será reaberto sábado - Foto: Divulgação/FCCR - Foto: PMSJC

Avelino Israel
Fundação Cultural Cassiano Ricardo

A Fundação Cultural Cassiano Ricardo reabre neste sábado (15), às 10h, a Casa de Cultura Júlio Neme, localizada no distrito de São Francisco Xavier. A casa foi a primeira a ser inaugurada pela instituição, em 1994. Desde julho de 2017, o local estava fechado em razão da estrutura do prédio ter sido comprometida (e condenada pela Defesa Civil), após ação de criminosos que explodiram uma unidade do Banco Santander que funcionava no mesmo local.

A casa de cultura precisou ser reconstruída e as obras foram assumidas pela empresa seguradora do Santander, após negociação com a Fundação Cultural. O processo de entendimento com a seguradora e o tempo de obra duraram 17 meses, com os serviços sendo entregues no final de novembro. A agência do Santander não funcionará mais no mesmo prédio e, com isso, o espaço da casa de cultura foi ampliado em 30%.

Hoje, a casa de cultura está pronta para ser novamente utilizada. Neste ano, o local estará aberto para visitação até o dia 26, de quarta a sábado, das 10h às 19h, e domingo, das 9h às 12h. As atividades voltam a partir de 2 de janeiro, com as oficinas de férias, programação que a Fundação Cultural está preparando.

Comunidade

A casa de cultura atende cerca de 250 pessoas em oficinas culturais e outras 500 em eventos esporádicos. Durante o período em que ela estava interditada, as atividades foram realizadas na Biblioteca Solidária, que funciona no distrito e que mantém parceria com a Fundação Cultural.

“Esse período de interdição foi bastante intenso”, contou Sidney Pereira, coordenador da Biblioteca Solidária. “Além das nossas atividades, atendemos a programação da Fundação Cultural. Agora, com a reabertura da casa de cultura, os munícipes terão mais opções de cultura para movimentar o nosso distrito”, disse.

Lúcia Santos, 48 anos, depois que se mudou para o distrito, neste ano, começou a frequentar a oficina de dança tribal da Fundação Cultural, já na biblioteca. “A oficina aumenta a minha autoestima, me proporciona um maior conhecimento do meu próprio corpo e uma melhor qualidade de vida”, contou. “Além de todos os benefícios das atividades artísticas, a casa de cultura vai proporcionar um local para conversarmos e discutirmos o que acontece no distrito”, completou.

Desde sua inauguração (em 1994), Ronaldo Souza, de 45 anos, participa das atividades da casa de cultura. “Sempre foi um local muito acolhedor. Desde sua criação, é um ponto de encontro entre moradores, tropeiros, violeiros e outros segmentos. Aprendi muito lá dentro. O povo se sentiu muito mal com a tragédia”, afirmou.

“A casa de cultura tem o poder de unir em um só lugar a cultura local, valorizando o nosso canto, dança e nossas histórias de vida. Até os turistas gostam, pois é uma forma de conhecer um pouco mais sobre a região”, enfatizou Ronaldo Souza, que inclusive já foi orientador do local.

Em 2005, a Casa de Cultura de São Francisco Xavier recebeu o nome de Júlio Jorge Neme, homenagem ao músico joseense falecido em dezembro de 2004. Filho de comerciantes, Júlio era advogado e desde a adolescência manifestava interesse pela música. Aprendeu violão, piano, acordeon, gaita e viola caipira. Realizou diversas apresentações em parceria com a Fundação Cultural.

 

Programação 

A programação de reabertura da casa de cultura contará com apresentações de teatro e música, exposição fotográfica e oficina de HQ. As atividades são abertas ao público.

 

10h: Banda de Santana

10h30: ‘A Casa de Dentro da Gente’, com o grupo Caixa de Histórias (teatro infantil)

10h30: Exposição fotográfica de Danilo Ferrara (registros recentes do distrito)

11h30: Roda de viola e café comunitário, com Oliveira Neto e amigos

14h às 16h: Oficina de História em Quadrinhos

14h30: ‘Caipiras Desde Cabral’, com grupo Dedinho de Prosa (música)

16h: Orquestra Possível (música)

 

Casa de Cultura Júlio Neme

Praça Cônego Manzi, s/nº - Centro - São Francisco Xavier 

(12) 3924-7300


MAIS NOTÍCIAS
Fundação Cultural Cassiano Ricardo