Arena Cultural da Fundhas celebra talentos dos alunos nas artes
Atualizado em 05/12/2018 - 11:28
Arena Cultural da Fundhas emociona ao celebrar talentos dos alunos
Durante o evento, que reuniu mais de 250 pessoas, entre alunos, educadores e profissionais, a espontaneidade das crianças ao se apresentarem foi marcante e emocionou o público - Foto: PMSJC

Paula Pessoa
Fundhas

O auditório da sede da Fundhas (Fundação Hélio Augusto de Souza), no Parque Industrial, virou uma arena de espetáculos nesta terça-feira (4) para receber 32 apresentações e mais de 250 alunos, além de educadores e profissionais da instituição durante a "1ª Arena Cultural – deles para eles".

O evento foi realizado para destacar os diversos talentos que formam a Fundhas em suas 15 unidades e teve clima de festa. Com direito a tapete vermelho, camarim, decoração descolada e alusiva a uma arena, jogos de luzes e efeitos de som, crianças e adolescentes de 6 a 15 anos circulavam pelo espaço como verdadeiros artistas.

Os alunos da Fundhas representaram suas unidades nas modalidades de danças, canto coral, banda, teatro, performances, exposições artísticas, entre outras. E teve quem se fantasiou, vestiu o uniforme de campeões para receber homenagem, recitou poesia, pulou e dançou nos palcos e em meio a plateia.  

Muitas emoções

Característica da arte, a emoção tomou conta em vários momentos, mas para Celúcia Soares da Silva Araújo, de 13 anos, da Unidade Karla Pryscila (Alto da Ponte), subir ao palco foi o ponto alto.

“Adorei ter me apresentado no palco, bate um nervosismo, mas dá muita alegria, me senti uma estrela. A arte nos ensina, na dança contemporânea preciso estudar a história de cada música e apresentação e me preparar, é muito bom”, contou entusiasmada a dançarina que se apresentou com o grupo e o amigo, Igor Rodrigues de Souza, de 12 anos.

“De todas as atividades da Fundhas a que prefiro é a dança, é uma forma de aprender a controlar as emoções, melhorar a autoestima e saber me expressar”, disse o garoto.

As performances artísticas levaram mensagens de amor, respeito, alegria e amizade e contagiaram os presentes. Durante apresentação de um grupo de músicos da Unidade Petrobrás, o pequeno flautista Luan Marques de Castilho, 9 anos, não conseguiu conter as lágrimas e parou de tocar.

Ao ver o nervosismo e a emoção do amigo, Vitor Gabriel de Sá, 10 anos, deixou o violão de lado para consolá-lo e a plateia toda se sensibilizou com a espontaneidade dos meninos. “A gente tinha estudado e ensaiado as músicas antes, mas deu um nervosismo e uma emoção que não segurei”, disse Luan.

“Pensei que era importante continuar tocando, mas parei porque somos amigos e estamos juntos. A música me traz sentimentos bons como amor e paz. Este evento, com gente de todas as unidades, está muito bom”, compartilhou Vitor.

Evento pioneiro

O evento aconteceu pela primeira vez nesta terça e deve ser repetido nos próximos semestres. Para a equipe organizadora, o objetivo da Arena é compartilhar as vivências, o crescimento, as superações e talentos de crianças e adolescentes contribuindo para o processo de formação integral dos alunos, além de valorizar as manifestações artísticas e culturais realizadas na instituição durante todo o ano. 

Segundo os educadores de Teatro da Unidade Sede, a meta foi cumprida com sucesso. “Foi uma experiência muito positiva, principalmente porque os alunos foram os grandes protagonistas. Conseguimos ter uma confraternização com todas as artes e a participação dos educadores e profissionais das unidades contribuiu muito para o sucesso da Arena”, observou o educador César Guirão.

“Nesta tarde de energia boa, todos compartilharam seus talentos, que são diversos. É muito bom saber que a Fundhas tem tanto para oferecer, esta experiência enriquece os que participam, foi um evento lindo e feliz”, afirmou Adriano Rodrigues.


MAIS NOTÍCIAS
Fundhas