População aprova bikes e patinetes apresentados na praça Afonso Pena
Atualizado em 01/12/2018 - 18:05
Bikes Yellow    01 12 2018
Monitoras da Yellow tiraram dúvidas da população sobre o funcionamento do serviço, que agora aceita pagamento em dinheiro - Foto: Charles de Moura/PMSJC

Wagner Matheus
Secretaria de Mobilidade Urbana

A chuva fraca que caiu em boa parte da cidade na manhã deste sábado (1º) não conseguiu tirar o ânimo dos participantes do lançamento da segunda operadora do programa Bike Sanja, que oferece bicicletas compartilhadas em São José dos Campos. A cerimônia ocorreu na praça Afonso Pena, marco central da cidade.

A Yellow chegou a São José trazendo 200 bicicletas, que se somarão às 50 já oferecidas pela Serttel, a primeira operadora. A nova empresa traz como diferencial a possibilidade de pagamento em dinheiro, em vez de cartão de crédito, que até então era o único meio disponível.

Assim como já funciona atualmente, a Yellow também vai operar em sistema de dockless, ou seja, sem estação para retirada e devolução. Também muda o aplicativo. Enquanto para utilizar as bikes da Serttel, o usuário baixa o app “Mobilicidade”, no caso da Yellow o app traz o nome da própria empresa. Ambos estão disponíveis para Android e IOS.

Com a chegada da Yellow, o modal de bikes compartilhadas vai ter sua área de abrangência ampliada para 9 quilômetros quadrados. A expansão vai permitir andar de bike em direção à região norte, até o Parque da Cidade, e à região oeste, atingindo o Jardim Aquarius e o Jardim Alvorada.

Patinetes

Com a presença de um dos fundadores da empresa, o empreendedor Ariel Lambrecht, a nova operação foi oficialmente lançada na cidade. Segundo o empresário, esta é a primeira cidade para onde a Yellow se expande após a capital São Paulo.

São José foi escolhida por já ter regulamentado o uso do serviço, mas também pela vocação tecnológica do município. A empresa calculou um mercado potencial de 1.500 bicicletas e previu que irá ampliando o número disponível de acordo com o crescimento da demanda.

Também foram apresentados na cerimônia patinetes motorizados. A intenção é colocar em operação 150 unidades já no próximo mês.

Sucesso

Logo após a entrega das novas bicicletas e da apresentação dos patinetes, a chuva parou e permitiu que dezenas de pessoas tivessem contato com o serviço oferecido pela Yellow. Monitoras da empresas explicavam o funcionamento e tiravam dúvidas.

Houve também quem não esperou muito tempo para usar os veículos oferecidos. Foi o caso de Leonardo Aquino, 38 anos, morador do Jardim Oswaldo Cruz.

Ele seguiu as instruções do aplicativo e passou a exibir habilidade conduzindo um patinete motorizado. “Nunca mais vou andar a pé na cidade, seja para trabalhar ou para curtir”, disse, aprovando totalmente a nova opção de locomoção.

Como usar

O usuário deve baixar o aplicativo da Yellow disponível para Android e IOS; no mapa do app, vai encontrar uma bicicleta Yellow disponível; em seguida, deve colocar créditos de R$ 5, 10, 20 ou 40 reais em dinheiro ou no cartão de crédito. O valor cobrado para utilizar a bike será de R$ 1 a cada 15 minutos; finalmente, usando o aplicativo, deve-se ler com o celular o código de barras QR na parte de trás da bike Yellow e o cadeado inteligente se abrirá automaticamente.

Ao terminar o percurso por ciclofaixa, ciclovia ou pelas ruas da cidade, basta parar em qualquer lugar onde seja permitido o estacionamento de veículos, que não atrapalhe o fluxo, e trancar o cadeado manualmente.

Para pagamento em dinheiro, os créditos para uso das bicicletas poderão ser comprados em bancas de jornal e lojas, entre outros estabelecimentos parceiros espalhados pela cidade, como lanchonetes, que vão receber o valor em espécie e transferir, na hora, o montante para o app do usuário, como já acontece com as recargas de celular.

Os locais onde os créditos poderão ser adquiridos em dinheiro serão informados no app. Cada estabelecimento será identificado com o adesivo da operadora.


MAIS NOTÍCIAS
Secretaria de Mobilidade Urbana