Meu Pet Feliz realiza 63 castrações no CCZ nesta sexta-feira
17/08/2018 - 17:15
Programa Meu Pet Feliz  17 08 2018
O programa volta a abrir as inscrições gratuitas pelo site assim que as primeiras 1.500 castrações forem realizadas - Foto: Charles de Moura/PMSJC

Nei José Sant' Anna
Secretaria de Saúde

Esta sexta-feira (17) foi de grande movimento no Centro de Controle de Zoonoses da Prefeitura de São José dos Campos em razão das castrações do programa Meu Pet Feliz. Ao todo, 63 cães e gatos passaram pelo procedimento, que foi conduzido por uma das clínicas veterinárias cadastradas no programa.  

Os tutores que fizeram a inscrição no site da Prefeitura e foram chamados para a castração chegaram ao CCZ nas primeiras horas da manhã e não escondiam a satisfação com o programa.

Talita Cassiano levou o cachorro Popó, de 4 anos. “Fomos chamados em uma semana, o atendimento foi maravilhoso, em uma hora ele estava castrado. Recebemos todas as informações de pré e pós-operatório direitinho e já agendamos o retorno para a retirada dos pontos”.

Quem também demonstrou satisfação com o serviço foi Natália de Castro, proprietária da cachorrinha Bombom. Ela viu a notícia sobre o lançamento do programa na rede social da Prefeitura e logo fez sua inscrição. “Fiz o cadastro e fui chamada rápido, em menos de 10 dias. Já pensava em fazer a castração, mas desisti porque ia gastar uns R$ 700 e não tinha condição de pagar”, afirmou.

Adriana Aparecida da Silva, tutora da cachorrinha Atena, também ficou sabendo do programa pelas redes sociais da Prefeitura. “Assim que vi fiz a inscrição e em uma semana já fui chamada, marcando dia e horário. Recebi todas as informações sobre os procedimentos para a cirurgia e agora já marquei até o retorno para tirar os pontos. Pela ONG pagaria R$200, esse serviço veio ajudar muito a gente”.

Beatriz Morais também fez questão de elogiar o programa da Prefeitura. Ela é protetora de 58 animais e até alugou uma casa para receber os animais de rua. “É programa muito interessante, pois ajuda muito os protetores e contribui para diminuir a procriação dos animais”.

Maria Aparecida de Oliveira também levou seu cão para a castração, mas não conseguiu realizar o procedimento porque o animal apresentava uma infecção de pele na região escrotal. “O cachorro foi medicado aqui mesmo e já saímos com a orientação de voltar depois que ele estiver melhor”, disse Maria, que não irá perder a chance de castrar por conta do problema de saúde do animal.

Além da castração, o programa realiza a identificação destes animais, utilizando a microchipagem, com vistas a minimizar abandonos, maus tratos, furtos, entre outros.

As castrações continuam até que os primeiros 1.500 inscritos no programa sejam chamados. As inscrições voltam a ser abertas pelo site da Prefeitura assim que esta primeira etapa for concluída.

Faltas

A coordenação do programa reforça que os tutores convocados que faltarem perderão a vez e só poderão ser chamados novamente depois de 120 dias. Nesta sexta-feira, por exemplo, houve 17 faltas de um total de 80 animais convocados.

O programa Meu Pet Feliz, lançado no dia 8 de agosto, tem o objetivo de estimular a saúde e o bem-estar de cães e gatos. É um programa permanente de castração e cadastro, que integra a política de bem-estar animal, com ênfase nas questões que envolvem a posse responsável.

MAIS NOTÍCIAS
Secretaria de Saúde