Exposição marca comemoração de 141 de anos do distrito de Eugênio de Melo
Atualizado em 17/08/2018 - 18:07
Exposição Fotográfica de aniversário de 141 anos de Eugênio de Melo na Biblioteca Helena Molina. Foto: Claudio Vieira/PMSJC. 15-08-2018
A mostra fica a disposição do público de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h50 - Foto: Claudio Vieira/PMSJC

Gisele Lopes
Secretaria de Educação e Cidadania

Com o tema “Velhos Tempos, Belos Dias no Distrito de Eugênio de Melo”, a Biblioteca Helena Molina, em Eugênio de Melo, exibe até o dia 6 de setembro, um acervo com aproximadamente 100 fotos e documentos que fazem parte da hemeroteca. A mostra fica a disposição do público de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h50. 

A exposição do acervo com fotos, recortes de jornais e documentos históricos com informações sobre os nomes das ruas, faz parte das comemorações do aniversário de 141 anos de Eugênio de Melo.

Com a exposição, a biblioteca oferece a oportunidade de conhecer a nossa própria história. Como é o caso de Guilherme, estudante de 9 anos. “Fiquei muito surpreso quando a minha mãe me mostrou as fotos dos meus antepassados aqui na exposição, eu não tinha noção de como eles eram e de como viviam antigamente, eu nem imaginava que eles moravam aqui no bairro em que eu moro”.

Para Elaine Vinhas, mais do que visitar uma mostra, a exposição é uma oportunidade para observar o progresso do distrito. “Eu achei muito importante essa exposição com fotos antigas do bairro para nos mostrar e nos lembrar como ele era há muitos anos, fiquei muito feliz em encontrar algumas fotos dos meus avós e bisavós. É muito legal ver como era no passado e comparar com o presente”.

Moradora do distrito há mais de 60 anos, Selma Midori Inagaki confirma o que as fotos pretendem mostrar. “Minha vida toda foi aqui no bairro. Quando eu era criança, as ruas eram de terra, então nós brincávamos de queimada na avenida principal do Eugênio de Melo. Antigamente era cheio de comércio. No passado era tudo mais sossegado, depois do jantar todo mundo ia para os jardins, onde caçávamos vagalume”, afirmou.

A Biblioteca

Inaugurada em novembro de 2012, a Biblioteca Helena Molina funciona no antigo prédio da “Empresa de Força e Luz” de Eugênio de Melo.

O edifício, doado pela família Molina, passou por uma restauração, que manteve suas características originais e ganhou ainda um prédio anexo com 120 metros quadrados.

A “Empresa de Força e Luz” foi fundada entre 1923 e 1928. O espaço foi utilizado como escola de 1ª a 4ª séries até 1952, tornando-se, posteriormente, posto médico e sede do Eugênio de Melo Esporte Clube. Em 1994, por meio de pedido da comunidade, encaminhado à Secretaria de Planejamento e Meio Ambiente e à presidência do Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico, Artístico e Paisagístico (Comphac), o prédio foi tombado e declarado como bem de preservação.

Quem foi Helena Molina

Helena Molina nasceu no distrito de Eugênio de Melo em 1921. Ela era assistente social e tinha a pintura como atividade de lazer. Ainda jovem, foi estudar em São Paulo e, quando retornou, continuou morando no distrito até 1970, quando mudou-se para a região central de São José dos Campos. Ela e sua família participaram ativamente do desenvolvimento do Eugênio de Melo.

A assistente social era uma ávida leitora, por esse motivo a biblioteca recebeu esse nome em sua homenagem. Ela faleceu em 2011.

Serviço:

Exposição: Velhos Tempos, Belos Dias no distrito de Eugênio de Melo

Local: Biblioteca Helena Molina - Praça Emília Molina, 77 – Eugênio de Melo

Horário de funcionamento: De segunda a sexta-feira das 8h às 11h50, 13h às 16h50

Telefone: (12) 3905-3001


MAIS NOTÍCIAS
Secretaria de Educação e Cidadania