Dia D da vacinação contra a pólio e o sarampo terá 20 UBS’s abertas
Atualizado em 17/08/2018 - 16:27
Campanha Nacional de Vacinação contra Poliomielite e o Sarampo, na Ubs do Jardim Satélite. Foto: Claudio Vieira/PMSJC. 04-08-2018
Até o dia 31 de agosto a meta é vacinar 95% do público-alvo formado por crianças de 1 a 5 anos incompletos - Foto: Claudio Vieira/PMSJC

Nei José Sant' Anna
Secretaria de Saúde

A Campanha Nacional de Vacinação contra poliomielite e o sarampo terá, neste sábado (18), o segundo Dia D de divulgação e mobilização em São José dos Campos. Estarão abertas, das 8h às 17h, 20 unidades básicas de saúde em todas as regiões da cidade, para vacinar as crianças 1 a 5 anos incompletos (4 anos, 11 meses e 29 dias), que são o público-alvo da campanha.

A campanha teve início no dia 4 de agosto, sábado, com o primeiro Dia D de mobilização. No entanto, a cobertura vacinal ainda está longe da meta estipulada pelo Ministério da Saúde, que é de 95% do público-alvo (34.661 crianças).

Até esta sexta-feira (17), foram aplicadas 12.391 doses de pólio e 12.183 de sarampo. Os números correspondem a uma cobertura vacinal de 35,75% e 35,15%, respectivamente. A campanha prossegue até 31 de agosto, em 40 UBS’s do município e 4 unidades avançadas, com a meta de imunizar cerca de 32 mil crianças (95%).

A Vigilância Epidemiológica da Prefeitura alerta que a baixa cobertura é um risco para as crianças, pois há esforço dos serviços de saúde para manter o estado de eliminação dessas doenças no país. Por isso, é fundamental que os pais e responsáveis se conscientizem do seu papel, comparecendo aos serviços de vacinação com suas crianças e levando a caderneta de vacinação para avaliação e registro.

As doenças

A poliomielite e o sarampo são doenças de notificação compulsória e o país tem compromissos internacionais para sua erradicação e eliminação.

A pólio é uma doença infectocontagiosa viral aguda, caracterizada por um quadro de paralisia flácida, de início súbito. Acomete em geral os membros inferiores, de forma assimétrica, tendo como principais características a flacidez muscular, com sensibilidade preservada, e a arreflexia no segmento atingido.

A transmissão ocorre por contato direto pessoa a pessoa, pela via fecal-oral (mais frequentemente), por objetos, alimentos e água contaminados com fezes de doentes ou portadores, ou pela via oral, através de gotículas de secreções da orofaringe (ao falar, tossir ou espirrar). A falta de saneamento, as más condições habitacionais e a higiene pessoal precária constituem fatores que favorecem a transmissão do poliovírus.

O último caso de poliomielite no Brasil ocorreu em 1989 e desde 1990, não são registrados casos da doença.

O sarampo é uma doença infecciosa aguda, transmissível e extremamente contagiosa, podendo evoluir com complicações e óbito, particularmente em crianças desnutridas e menores de um ano de idade. A transmissão ocorre de pessoa a pessoa, por meio de secreções respiratórias.

Nos últimos anos, foram vivenciados surtos de sarampo no país. No período de 2016 a 2017, não foi registrado nenhum caso da doença no país. Atualmente, o Brasil enfrenta surtos de sarampo em dois estados (Roraima e Amazonas) com registro de 314 casos confirmados.

Na campanha contra o sarampo será utilizada a vacina tríplice viral (Sarampo, Caxumba e Rubéola).

Campanha

4 a 31 de agosto
Segunda a sexta-feira – 8h às 17h
40 UBS’s e 4 unidades avançadas

Dia D de mobilização
18 de agosto
Sábado – 8h às 17h
20 UBS’s
(Vista Verde, Campos de São José, Jardim São José, Eugênio de Melo, Novo Horizonte, Jardim da Granja, Jardim Paulista, Tatetuba, Putim, Centro 1, Santana, Alto da Ponte, Telespark, Campo dos Alemães, Parque Industrial, Satélite, Morumbi, D. Pedro, Oriente, Jardim das Indústrias)


MAIS NOTÍCIAS
Secretaria de Saúde