Adolescentes da Fundhas se encantam pelo Projeto Tamar
Atualizado em 27/04/2018 - 17:02
Visita da UPEM ao Projeto Tamar
Adolescentes da Unidade Profissionalizante Eugênio de Melo se encantam com o Projeto Tamar - Foto: Divulgação

Quitéria Melo
Fundhas

Na última quinta-feira (26), 40 jovens de 15 a 18 anos da unidade Profissionalizante Eugênio de Melo, da Fundhas (Fundação Hélio Augusto de Souza) tiveram a oportunidade de visitar o Projeto Tamar, em Ubatuba. Logo após a visita, eles puderam aproveitar a praia do Perequê Açu.

A ação de levar os jovens para conhecer o Projeto Tamar, veio da professora de língua portuguesa, Débora Mendes, que criou em sala o projeto Soletrando com o objetivo de incentivar a frequência e o interesse nas aulas de português, por meio de atividades lúdicas e dinâmicas. Participaram da visita os 40 alunos que obtiveram a maior presença no primeiro quadrimestre nas aulas de português.

A visita também proporcionou aos adolescentes, novas experiências, fortalecimento do vínculo e convivência com amigos, educadores e professores, oportunizando o acesso aos serviços que lhe são legalmente garantidos.

Paloma da Silva Nunes, 16 anos, contou que o passeio foi muito bom e afirmou como é importante cuidar da natureza. “No Projeto Tamar, conheci várias tartarugas que nem imaginava que existia. Foi falado pra gente ter cuidado, não jogar lixo no lugar errado, mesmo não morando no litoral, porque o mar pode ser atingido de qualquer jeito”.

“Foi ótimo porque foi uma convivência muito mais legal. Eu sou do período da manhã e conheci pessoas do período da tarde, fiz novas amizades. Eu não sabia que tinha tanta tartaruga e o trajeto de vida delas é muito difícil e a orientadora disse que quando jogamos lixo no lugar errado, ou até um papel de bala na rua, pode acabar com a vida delas. As tartarugas eram enormes, elas estão em extinção e o principal cuidado é não jogar lixo na água. A experiência e o lugar são lindos”, disse o aluno André Felipe Pereira Gonçalves, 16 anos.

Gabriel Vinícius da Silva, 16 anos, nunca tinha ido à praia e achou tudo muito emocionante. “Foi a minha primeira vez na praia, eu realizei meu sonho graças a professora Débora. Eu aprendi muito mais do que sabia sobre as tartarugas no Projeto Tamar e me diverti bastante. A gente tem que ter mais cuidado, principalmente com o mar. No ano de 2016 muitas tartarugas morreram e em 2018 está acontecendo de novo”.

A Instituição

A Fundhas é mantida pela Prefeitura de São José dos Campos e atende gratuitamente crianças e adolescentes, de 6 a 18 anos, que participam de atividades no contraturno escolar. Atividades educacionais como música, dança, teatro, artes e uma atenção especial ao reforço escolar. Esporte e cultura também fazem parte do dia a dia dos alunos, que ainda aprendem a cuidar do meio ambiente.


MAIS NOTÍCIAS
Fundhas