De Bem com a Vida leva atividade física e alegria aos idosos
Atualizado em 10/04/2018 - 17:40
Programa de bem com a vida  casa Idoso Norte  10 04 2018
Profissionais de educação física desenvolveram brincadeiras adaptadas com os atendidos pelo novo Centro Dia - Foto: Charles de Moura/PMSJC

Thiago Fadini
Secretaria de Esporte e Qualidade de Vida

Uma bola, uma cesta de basquete móvel e muita animação foram os ingredientes para a alegria e diversão que seis atendidos pelo novo Centro Dia da Casa do Idoso Norte tiveram na manhã desta terça-feira (10).

Pela primeira vez, os profissionais do programa De Bem com a Vida, desenvolvido pela Prefeitura de São José dos Campos, visitaram o espaço dedicado aos idosos em situação de risco ou violação de direitos e que apresentam alguma dificuldade para Atividades de Vida Diária (AVD).

Ao som de músicas dinâmicas, os idosos atendidos participaram de uma sessão de alongamento e da brincadeira ‘batata quente’, passando a bola uns para os outros e tendo que se apresentar para os colegas e professores de Educação Física. Ao final, arremessavam em direção ao aro de basquete.

“Meu nome é Aurora, tenho 78 anos e amo cozinhar”, afirmou uma das atendidas. Quando perguntada quais pratos mais gostava, a resposta veio da ponta da língua. “Feijoada, lasanha, puchero (feijoada espanhola). Vou fazer um almoço para vocês”, completou dona Aurora.

Quem também estava bem animada era dona Erundina, 66 anos. Ela, que se recupera de um AVC (acidente vascular cerebral), contou que também gosta de ficar à beira do fogão e que sempre pede ‘um cafezinho curto pelas manhãs para a moça da cozinha’ da Casa do Idoso.

“Na minha infância, minhas irmãs e meus irmãos gostavam de comer minha comida. Na infância plantei de tudo”, recordou Erundina, que se ainda se declarou torcedora do São Paulo Futebol Clube.

O trabalho do De Bem com a Vida é realizado por meio de atividades físicas especiais com brinquedos adaptados, que misturam recreação com esporte e relacionamento interpessoal. Muitas coisas são novidades para os participantes.

“A gente quer conhecer cada um, justamente para saber como lidar com eles. Sabendo da idade já imaginamos se eles podem fazer um exercício mais puxado ou não. Muitos não têm conhecimento nenhum do esporte. A primeira aula é pra se conhecer”, explicou o professor do programa, Odirlei Silva.

E se a felicidade dos atendidos aumentou com a chegada da equipe do De Bem com a Vida, com os profissionais não foi diferente. Segundo o professor Odirlei, a primeira sessão na Casa do Idoso Norte “foi espetacular por causa da animação” dos atendidos, que “abraçaram de coração” os professores.

“Chegamos sempre meio apreensivos pensando se eles vão aceitar a gente e se vão querer fazer a aula. Não tem coisa que nos pague isso”, disse Odirlei Silva.

Trabalho humanizado
Iniciado há 19 anos, o De Bem com a Vida atende asilos, casas de apoio à pessoa com deficiência (física, mental ou visual) e unidades de reabilitação de São José, tanto públicas quanto privadas.

Com a extensão do programa à Casa do Idoso Norte, o programa atende atualmente 21 locais, alcançando cerca de 550 pessoas, de acordo com dados da Secretaria de Esporte e Qualidade de Vida.

O trabalho é realizado por 12 professores de educação física e dois auxiliares, que se dividem entre os atendimentos nos períodos da manhã e da tarde.

Junto com as unidades sul, leste e norte da Casa do Idoso, estão no cronograma de atendimento do programa o Integra (Centro de Referência da Pessoa com Deficiência), a URL (Unidade de Reabilitação Leste) e as unidades do Caps (Centro de Apoio Psicossocial) Centro/Norte, Leste, Sul, Infantil e AD.


MAIS NOTÍCIAS
Secretaria de Esporte e Qualidade de Vida