Pedidos para Mobilidade e Manutenção lideram ranking da LDO
Atualizado em 03/04/2018 - 18:11
Audiência Pública da LDO em São Francisco Xavier.
Audiência em São Francisco Xavier reuniu as propostas dos moradores para o distrito de São José - Foto: Claudio Vieira/PMSJC

João Paulo Sardinha
Secretaria de Gestão Administrativa e Finanças

Pedidos para as secretarias de Mobilidade Urbana e Manutenção da Cidade lideram o ranking de sugestões para a LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) de 2019. Das 696 reivindicações apresentadas, 308 (44,2%) estão relacionadas a essas duas áreas.

Os apontamentos foram apresentados pela população nas sete audiências públicas ou via internet. A liderança é da Secretaria de Mobilidade Urbana, com 171 sugestões. Em seguida, aparecem Manutenção da Cidade (137), Esporte e Qualidade de Vida (81), Saúde (67), Apoio Social ao Cidadão (50), Educação e Cidadania (46), Proteção ao Cidadão (40), Gestão Habitacional e Obras (30) e Urbanismo e Sustentabilidade (29). As demais pastas somam juntas 45 pedidos.

A Administração, a partir de agora, analisa as solicitações feitas pela comunidade e envia as propostas possíveis de serem executadas para apreciação da Câmara Municipal. O projeto deve ser encaminhado ao Legislativo até o próximo dia 27 de abril.

Mapa

Das 696 sugestões, 587 saíram audiências realizadas nas regiões leste, norte, sul, sudeste e centro-oeste, além dos distritos de Eugênio de Melo e São Francisco Xavier. Outras 109 foram feitas virtualmente, por meio do site da Prefeitura.

A zona leste, com 309 pedidos, lidera o ranking de participação geral. Em seguida, aparecem o distrito de Eugênio de Melo (144), zona norte (61), distrito de São Francisco Xavier (37), região central (31), zona sul (20), zona oeste (18), zona sudeste (18) e região centro-oeste (1).

Todos os moradores que apresentaram sugestões à LDO serão informados sobre o destino da proposta.

Após concluir a LDO, a Prefeitura vai avaliar os gastos que poderão ser efetivados para formação do orçamento para 2019, que então será enviado para votação da Câmara em novembro, passando a ser objeto da LOA (Lei Orçamentária Anual).


MAIS NOTÍCIAS
Secretaria de Gestão Administrativa e Finanças