Estudantes recebem capacitação para produção audiovisual
Atualizado em 02/04/2018 - 18:54
OFICINA DE ROTEIRO - PROGRAMA REVITALIZAÇÃO DE NASCENTES
As formações permitem que professores e alunos a exercitem a comunicação e a criatividade para contar uma história - Foto: Divulgação

Priscila Veiga Vinhas
Secretaria de Urbanismo e Sustentabilidade

Estudantes e professores multiplicadores de 16 escolas da rede municipal participam, nesta terça-feira (3), de uma Oficina do Projeto de Educomunicação Socioambiental do Programa Revitalização de Nascentes. A oficina acontece no Parque da Cidade Roberto Burle Marx (Casa do Café), av. Olivo Gomes, 100, Santana na região norte.

Na parte da manhã, das 8h30 às 11h30, a oficina será realizada para um grupo de 30 alunos  do ensino fundamental, e, na parte da tarde, das 14h30 às 16h30, para um grupo de 30 professores durante o horário do HTC (horário de trabalho coletivo). As atividades serão coordenadas pelos educadores ambientais da Secretaria de Urbanismo e Sustentabilidade e duas especialistas da área.

Na última semana, os alunos e professores participaram da Oficina da Produção de Roteiro. Com exercícios e dinâmicas os participantes, assistiram a vídeos, analisaram fotografias e usaram recursos de narrativa e descrição para criar uma história. Nesta terça (3) a atividade enfocará a decupagem de um filme ambiental para construção de roteiro.

A educomunicação é um componente pedagógico do Programa Revitalização de Nascentes, por meio do qual professores e alunos são estimulados a utilizar a linguagem audiovisual como instrumento de informação e sensibilização sobre a preservação das nascentes.

O projeto contempla uma sequência de formações para a produção audiovisual, envolvendo oficinas práticas de produção de roteiros e de curta-metragens, além de conceitos e vivências sobre a proteção da biodiversidade e dos recursos hídricos.

O resultado deste trabalho culminará na realização da 5ª Mostra de Vídeos Ambientais, que reunirá as produções cinematográficas de cada escola participante e contará com uma mostra competitiva.

Aprendizagem

As formações permitem que professores e alunos exercitem a comunicação e a criatividade para contar uma história.

A aluna Clara David Cardoso, 10 anos, do 5º ano da Emef Profª Martha Abib Castanho, participa pela primeira vez do projeto e gostou da experiência. “Achei bem legal, estamos aprendendo bastante. Esperamos conseguir fazer um bom vídeo com todas as coisas que estamos aprendendo. A gente precisa da nascente e da água para poder viver”, destacou.

“Quando a professora falou do projeto eu quis participar porque achei muito interessante. Eu adoro ciências e sempre ando nas ruas observando as árvores e pensando sobre como a natureza trabalha. A oficina está muito legal e interessante, destacou a aluna Thaís Cristine da Silva, 13 anos, do 7º ano da escola Waldemar Ramos.

O colega da mesma turma, Gabriel de Azevedo Carvalho dos Reis, 13 anos, já participou do projeto quando estava no 4º ano da escola. “Lembro que fizemos a análise de água e vimos a poluição da nascente do meu bairro. Já era legal, mas agora vai ser ainda melhor. Estou muito estimulado a fazer o vídeo. A gente aprende e se diverte muito com esse projeto”, afirmou.

 “Tivemos informações muito interessantes de como montar um roteiro de um cutra-metragem com seus recursos visuais, sonoros e os elementos chave da cena”, destacou a professora de ciências Teresa Brasília da Cunha, da Emef Mariana Teixeira Cornélio. A educadora aproveitou para reforçar o entusiasmo dos professores e alunos. “Todos estão muito motivados para começarem a colocar a “mão na massa” e realizarem suas visitas à nascente, participarem da revitalização e prepararem o vídeo de sensibilização da comunidade”.

Apoio

O projeto de educomunicação socioambiental do Programa Nascentes conta com o apoio da Agevap (Associação Pró- Gestão das Águas da Bacia Hidrográfica do Rio Paraíba do Sul), que disponibilizou o recurso de R$ 119 mil para financiamento das atividades, provenientes da cobrança pelo uso da água, a partir de um edital em que a Prefeitura de São José dos Campos foi contemplada.

Revitalização de nascentes

O programa está revitalizando, desde 2006, 33 nascentes degradadas em áreas urbanas do município, com o plantio de mudas de árvores nativas da nossa região, recompondo a vegetação e a mata ciliar nas APPs (Áreas de Preservação Permanente).

O programa revitaliza e protege nascentes que contribuem para a formação do rio Paraíba do Sul, responsável pelo abastecimento de aproximadamente 18 milhões de habitantes das cidades situadas ao longo do Vale do Paraíba, nos estados de São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro, incluindo o abastecimento da Região Metropolitana do Rio de Janeiro. 


MAIS NOTÍCIAS
Secretaria de Urbanismo e Sustentabilidade