Tudo azul pela conscientização do autismo e contra o preconceito
Atualizado em 01/04/2018 - 13:14
4ª Caminhada em Apoio ao Dia Mundial da Conscientização do Autismo, saída da Praça Ulisses Guimarães no bairro Jardim Aquarius zona oeste
Mais de 300 pessoas participaram da caminhada, com a presença de pais e filhos - Foto: Claudio Vieira/PMSJC

Quitéria Melo
Secretaria de Apoio Social ao Cidadão

Mais de 300 pessoas participaram neste domingo (1º) de uma caminhada em comemoração ao Dia Internacional da Conscientização do Autismo, que é comemorado no dia 2 de abril. Na quarta edição e dominado pelo azul, o evento foi realizado na Praça Ulisses Guimarães, no Jardim Aquarius.

Com apoio da Prefeitura de São José dos Campos e do Gaia (Grupo de Apoio ao Indivíduo com Autismo), a atividade teve o objetivo de chamar a atenção da sociedade sobre o assunto. Para a coordenadora do movimento, Cristiane Aparecida Claudino Lobo, é importante conscientizar a população de que os autistas precisam de cuidados especiais. "Em nossa cidade, tivemos a conquista de uma lei que dá prioridade em filas a essas pessoas nos estabelecimentos comerciais", destacou.

Pais de crianças autistas presentes na passeata foram unânimes em afirmar que é preciso romper com o preconceito, que ocorre pelo desconhecimento do tema. "A gente sofre muito porque a criança com autismo tem uma aparência normal, então as pessoas acham que sempre estão fazendo birra", disse Daniela Veronica de Almeida Silva, mãe de João Vitor, de 7 anos.

Ana Paula Abreu ressalta que a falta de entendimento do público, muitas vezes, causa mal-estar às famílias. " Sinto-me constrangida com os olhares quando, por exemplo, estaciono em  uma vaga reservada a deficientes porque as pessoas olham para a minha filha e não veem nada em sua aparência física."

Mostrar as pessoas autistas à comunidade ajuda a eliminar a discriminação. É assim que pensa William Pereira da Silva, pai de Rubens, de 9 anos. "O autismo não é aquela coisa leve, simples e bonita, que é mostrada nas novelas. E essa caminhada é importante, não só para conscientizar, mas também para os pais tirarem seus filhos de dentro de casa e coloquem o assunto em pauta, com a seriedade que ele exige."

O transtorno do espectro autista (TEA) causa dificuldades no desenvolvimento da linguagem, nos processos de comunicação, na interação e no comportamento social da criança. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), estima-se que 70 milhões de pessoas no mundo (2 milhões no Brasil) tenham algum tipo de autismo.

Em São José dos Campos, a Prefeitura realiza ações em favor das pessoas com deficiência pela inclusão social, acessibilidade e defesa de direitos. O trabalho, em parceria com entidades sociais, promove iniciativas que procuram incentivar habilidades que favoreçam a eliminação de barreiras que possam impedir o pleno desenvolvimento da cidadania.


MAIS NOTÍCIAS
Secretaria de Apoio Social ao Cidadão