Exposição de artesanato encerra atividades do ano no Creas Norte
Atualizado em 21/12/2017 - 09:14
Confraternização do Creas Norte, exposição de trabalhos e oficina de artesanato
As mulheres assistidas participaram de oficinas de artesanatos e as produções ficaram em exposição - Foto: Beto Faria/PMSJC

Bianca de Aquino
Secretaria de Apoio Social ao Cidadão

A confraternização de fim de ano do Creas Norte (Centro de Referência Especializado de Assistência Social) reuniu mulheres, com idades entre 12 e 21 anos, que estão cumprindo medidas sócioeducativas em liberdade assistida e prestação de serviços à comunidade.

Durante todo este ano elas participaram de oficinas de artesanatos e as produções ganharam destaque com uma exposição. As oficinas têm objetivo de fortalecer e trabalhar a autoestima das mulheres, muitas delas em situação de violência de gênero. 

Algumas acabam ficando no programa mesmo depois do término do cumprimento da medida socioeducativa, fortalecendo os vínculos de amizade que se tornam parceira. É o caso da dona Valéria Vicentino que participou do programa e aprendeu a fazer salgadinhos. Hoje ela já tem até empresa aberta e vende salgados de diversos tipos no bairro Campos dos Alemães, na região sul, onde mora atualmente. Já a dona Isabel Moreira dos Santos participou das oficinas de artesanato e está atendendo encomendas de garrafas decoradas para uma festa de casamento.

Além das mães e mulheres do programa, participaram da confraternização as assistentes sociais e as psicólogos de referência das famílias atendidas pelo Creas Centro Norte.

Serviços de atendimento do Creas

O Creas oferece serviços de atendimento técnico e continuado especializado para famílias e indivíduos. Os atendimentos são feitos por assistentes sociais e psicólogos que se dividem em grupos socioeducativos para pais e mães e também para as crianças e adolescentes. Também em grupos de acolhimento para famílias e indivíduos vindos de situação e violência. Para os adultos são oferecidas oficinas de artesanatos; para crianças, são oficinas de brincadeiras; e os jovens participam de oficinas de cultura de rua, literatura e música e áudio visual. Em 2017 o Creas atendeu mais de 500 pessoas nestas oficinas.


MAIS NOTÍCIAS
Secretaria de Apoio Social ao Cidadão