Conheça o Parque

Conheça o Parque

História, proteção, conhecimento ambiental e visitação.

O PNMAR é considerada uma importante UC para o município de São José dos Campos. Este parque auxilia na manutenção da biodiversidade local e regional, protegendo uma área de aproximadamente 243 hectares de vegetação de Floresta Ombrófila Densa, além de espécies raras, endêmicas e ameaçadas de extinção características da Mata Atlântica. Ele ainda faz parte de um mosaico de áreas protegidas das esferas federal, estadual e municipal que protegem parte do município de São José dos Campos e uma extensão da Serra da Mantiqueira.

O parque ocupa área de importância histórica agrícola, hídrica e ambiental para a cidade. Os primeiros registros históricos de uso e ocupação do solo referem-se à antiga Fazenda Boa Vista, cujas características ambientais da propriedade despertaram o interesse da Prefeitura Municipal de São José dos Campos (PMSJC), que passou a adquirir partes da fazenda, visando à construção de um reservatório para a captação e distribuição de água.

Com o encerramento do uso do local para captação e abastecimento público, a PMSJC manteve o seu interesse pela área, tendo em vista à preservação e conservação ambiental. Assim, a antiga Fazenda Boa Vista foi transformada em Reserva Florestal Boa Vista pela Lei Municipal nº 2.163 de 1979, visando proteger as espécies de flora e fauna da mata. No mesmo ano, foi inaugurado o Horto Florestal, por ser considerado banco genético natural, viabilizando a produção de mudas para arborização urbana de vias públicas e áreas verdes. Seguindo o histórico, em 1986, o Decreto Municipal n° 5.573 tornou aquela área a Reserva Ecológica Augusto Ruschi, em razão de sua importância natural.

Por fim, a Lei Municipal nº 8.195 de 2010 criou o Parque Natural Municipal Augusto Ruschi – PNMAR, com área de 243,49 hectares, com objetivo de preservar seu ecossistema natural, biodiversidade de fauna e flora, com estímulo à realização de pesquisas científicas, desenvolvimento de atividades de Educação Ambiental para sensibilização por meio do contato com a natureza. Trata-se da principal Unidade de Conservação de Proteção Integral do Município formada por vegetação remanescente de Mata Atlântica, com espécies de fauna regionais e endêmicas e geração de importantes serviços ecossistêmicos. A elaboração do Plano de Manejo da Unidade se deu em 2014 e foi aprovado em 11/06/15, por Portaria da SEMEA (antiga Secretaria de Meio Ambiente Municipal). A sede do Parque Natural Municipal Augusto Ruschi – PNMAR está localizada na Estrada Municipal Antônio Ferreira da Silva (SJC-338), nº 1000 – Bairro Costinha.

 

Um local onde a natureza faz história.

Em 1909, foi inaugurado o primeiro reservatório de água implantado pela Prefeitura, que fazia parte de sistema de captação superficial do rio Jaguari e visava substitui o precário sistema de poços da época. A capacidade era de 350 mil litros de reserva, com fornecimento diário de 864 mil litros, suficiente para abastecer 1.200 residências.

Após inauguração da primeira estação de tratamento de água na rua Euclides Miragaia, o sistema foi desativado. Parte significativa desse complexo encontra-se conservado no PNMAR, composto pelo reservatório e caixas de concreto, que se constituem como os importantes referenciais do patrimônio histórico-cultural municipal.

Diferentemente de parques urbanos, como o Vicentina Aranha ou o Santos Dumont, o PNMAR, por ser uma Unidade de Conservação de Proteção Integral, com seus 243 hectares de vegetação nativa e fauna silvestre conservados, comporta apenas atividades voltadas para a pesquisa científica, educação ambiental e turismo ecológico ou de contemplação.

Atualmente, o Parque está em processo de readequação de infraestrutura - construída na década de 70 - com implantação de sistema de saneamento e reforma para recepção de pesquisadores e visitantes. Em breve, serão retomados os agendamentos para visitação de grupos monitorados.

Informações pelo telefone (12)3909-4513.