Palestra aborda crimes digitais e fake news na região leste
Atualizado em 25/06/2019 - 17:17
O termo em inglês fake news  se tornou popular em todo o mundo para denominar informações falsas que são publicadas, principalmente, em redes sociais
Intuito é levar para dentro da escola assuntos que fazem parte do cotidiano não só dos alunos, mas também de todas as pessoas - Foto: Divulgação

Gisele Lopes
Secretaria de Educação e Cidadania

Nesta quarta-feira (26), cerca de 100 alunos do 6º ano da Emef Antônio Palma Sobrinho, no Parque Nova Esperança, região leste de São José, irão participar de palestra com orientações sobre crimes digitais e fake news.

O intuito é levar para escola assuntos que fazem parte do cotidiano não só dos alunos, mas também de todas as pessoas que convivem com eles. A atividade, que terá início às 7h30, vai contar com a supervisão de um especialista em crimes cibernéticos.

“A ideia surgiu quando percebi a dificuldade de os alunos identificarem notícias falsas espalhadas principalmente nas redes sociais. O principal objetivo da ação é evitar a propagação e divulgação desse tipo de notícia”, explicou Erika de Souza Bueno, professora de língua portuguesa da turma.

Fake news

Apesar de parecer recente, o termo fake news, ou notícia falsa, em português, é mais antigo do que aparenta. O termo em inglês se tornou popular em todo o mundo para denominar informações falsas que são publicadas, principalmente, em redes sociais.

Crimes digitais

 Os crimes digitais são condutas ilegais praticadas por pessoas que utilizam meios digitais de comunicação e acesso à informação para aplicarem fraudes, estelionato e vazamento de informações.

 

 


MAIS NOTÍCIAS
Secretaria de Educação e Cidadania