CCZ orienta população na Semana Nacional de Combate ao Aedes
Atualizado em 03/12/2019 - 08:29
Semana Nacional de Combate ao Aedes Aegypti  02/12/2019
Agentes do CCZ orientam a população sobre os riscos da dengue durante Semana de Combate ao Aedes - Foto: Charles de Moura/PMSJC

Nei José Sant' Anna
Secretaria de Saúde

Começou nesta segunda-feira (2) em São José dos Campos a Semana Nacional de Combate ao Aedes aegypti, transmissor da dengue e outras arboviroses.

As equipes do CCZ (Centro de Centro de Zoonoses) montaram um estande de orientação na Praça Afonso Pena, realizando atividades interativas com a utilização do mosquitófaro, estojo do ciclo do mosquito, microscópio para observação das larvas pela população, presença do boneco do mosquito e distribuição de materiais informativos e educativos.

Francisca da Silva participou da ação nesta segunda e ressaltou a importância da prevenção. “É algo tão pequenininho que faz um estrago tão grande”, afirmou.

Ela disse que ajuda na prevenção da dengue permitindo que os agentes do CCZ entrem na sua casa para orientar sobre possíveis criadouros.

As crianças também participaram da ação, como Rafaela da Silva e Laisa de Oliveira, ambas de 7 anos, que viram as larvas do mosquito no microscópio.

A programação se repetirá nesta terça-feira (3), no Shopping Jardim Oriente, na região sul; na quarta-feira (4) no Hipermercado Atacadão, na região leste e na quinta-feira (5) na feira de Santana, na região norte.

Casa Limpa

Paralelamente foram programadas mais duas operações Casa Limpa, que têm o objetivo de recolher materiais que possam acumular água e que facilitem a proliferação do mosquito.

Na quarta (4), a Operação Casa Limpa acontecerá na região leste (Campos de São José e Santa Cecília II) e no sábado (7), na região central (Vila São Paulo, Vila Abel, Banhado, Vila Cristina, Jardim Esplanada, Vale dos Pinheiros, Serimbura, Esplanada do Sol e adjacências).

Nestes dias, os caminhões da Prefeitura passarão recolhendo pneus, latas, potes, garrafas, plásticos e lonas, louças sanitárias, baldes, tambores, piscinas desmontáveis, entre recipientes que possam acumular água. Mas dois dias antes do recolhimento nos bairros, as equipes do CCZ passarão nos bairros informando sobre a ação.

Não serão recolhidos terra e entulhos de construção, tábuas, madeiras, móveis velhos, roupas, lixo orgânico, folhas e restos de podas.

 


MAIS NOTÍCIAS
Secretaria de Saúde