Obra do Arco da Inovação vai abrir 250 vagas de emprego
25/07/2018 - 12:08
Nova Ponte - Rotatoria do Colinas
A ponte estaiada ligará a avenida Jorge Zarur às avenidas São João e Cassiano Ricardo, no entroncamento entre as regiões central e oeste - Foto: Ilustração

Cláudio Ribeiro
Secretaria de Inovação e Desenvolvimento Econômico

O PAT (Posto de Atendimento ao Trabalhador) de São José dos Campos começou a receber currículos de pessoas interessadas em uma das 250 vagas de trabalho que serão criadas com a obra do Arco da Inovação. Os currículos serão encaminhados à empresa Queiroz Galvão, responsável pela obra da ponte estaiada, que fará a seleção dos candidatos.

As pessoas interessadas em disputar as vagas terão um mês para entregar seus currículos no PAT, que funciona na praça Afonso Pena, 175, no centro, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. Mais informações pela Central 156. O PAT somente receberá os currículos. As entrevistas e a seleção será feita pela própria Queiroz Galvão.

As vagas são para profissionais de várias áreas da construção civil. As oportunidades são para ajudante, pedreiro, carpinteiro, montador de andaime, soldador, sinaleiro, motorista (veículo leve e pesado), eletricista, auxiliar de topografia, operador/motorista de Munck, operador (escavadeira e retroescavadeira), copeira e auxiliar de serviços gerais.

Arco da Inovação

A ponte estaiada ligará a avenida Jorge Zarur às avenidas São João e Cassiano Ricardo, no entroncamento entre as regiões central e oeste. No momento, a empreiteira está na etapa de elaboração do projeto executivo, locação de canteiro de obras, mobilização de sondagem, equipamentos, mão de obra e fornecedores.

Serão construídos dois viadutos na rotatória do Jardim Colinas. Em formato de X, os acessos terão comprimento de 267 metros (inferior) 349 metros (superior), com mastro central de 100 metros de altura.

Desafogar o trânsito no principal ponto de congestionamento de São José. Este é o objetivo do Arco da Inovação, que vai beneficiar a população de todas as regiões, principalmente os aproximadamente 60 mil passageiros que usam as 18 linhas de ônibus e os 180 mil motoristas que circulam diariamente pelo local.

Financiado pelo BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento), o empreendimento tem custo de R$ 48,5 milhões, com previsão de entrega de 14 meses após o início da obra.

MAIS NOTÍCIAS
Secretaria de Inovação e Desenvolvimento Econômico